Vocação Para O Mal – Resenha

 

download.png

Título: Vocação para o mal

Autor: Robert Balbraith

Editora: Rocco

Ano de Pulicação: 2015

Nº de páginas: 513 p.

cropped-barra.png

Sinopse: Quando um misterioso pacote é entregue a Robin Ellacott, ela fica horrorizada ao descobrir que contém a perna decepada de uma mulher. Seu chefe, o detetive particular Cormoran Strike, fica menos surpreso, mas não menos alarmado. Há quatro pessoas de seu passado que ele acredita que poderiam ser responsáveis por tal crime – e Strike sabe que qualquer uma delas seria capaz de tamanha brutalidade. Com a polícia focada no suspeito que Strike tem cada vez mais certeza de que não é o criminoso, ele e Robin põem as mãos à obra e mergulham no mundo sombrio e distorcido dos outros três homens. Entretanto, quanto mais acontecimentos horrendos acontecem, mais o tempo se esgota para ambos…

cropped-barra.png

Escrito por J. K Rowling sob o pseudônimo de Robert Gailbrath, o livro conta a história do detetive Cormoran Strike e sua secretária/parceira Robin. O enredo começa com a secretária recebendo um objeto inusitado no escritório do detetive. Paralelamente, um serial killer, não identificado, realiza seus desejos mais profundos matando garotas e levando consigo um “brinde” de cada uma. A história se desenrola com a dupla de investigadores buscando encontrar o assassino e o mesmo – que possui um ódio mortal do Strike – sonhando com o seu triunfo maior: matar Robin. O livro é recomendado para quem gosta de romances policiais, pois explora muito bem a temática, além de percorrer habilmente os espaços londrinos, uma vez que a obra se passa na Londres contemporânea. O final, apesar de deixar um pouco a desejar, foge dos clichês e dá abertura para a continuação da obra. Outro tema abordado é a relação entre os dois, visto que apesar de trabalharem juntos, possuem uma ligação maior, desenvolvida por todo o livro (mas fica por isso mesmo). A secretária é noiva de Matthew, um contador, que desaprova o trabalho de Robin e, sente um ciúme doentio do Cormoran. Não é uma leitura difícil, o enredo consegue te prender facilmente, por possuir uma linguagem acessível à maioria dos leitores. O que mais me chamou a atenção foi poder acompanhar as linhas de raciocínio dos detetives, suas frustações e sucessos na caçada do assassino.
O autor explora brilhantemente a introspecção, presente nas obras da literatura contemporânea, uma vez que temos acesso à mente das personagens, que compartilham conosco as suas angústias. Outra coisa que me chamou a atenção foi a presença do assassino durante toda a obra. Sem sabermos quem é, somos feitos de plateia pelo autor, visto que “presenciamos” todas as mortes.
O ponto fraco do livro é que não termina no final, deixa pontas soltas. A impressão passada é que foi escrito com tanta riqueza de detalhes que, no final houve uma pressa em finalizar o texto. O casal Strike + Robin não fica junto, o que foi ao mesmo tempo positivo e negativo; positivo porque não gostei do casal, não consegui imaginá-los juntos, e negativo, pois há toda uma lamúria por parte dos dois durante todo o livro, uma melação só, para no final ela se casar com outro. Bom, pode ser que no próximo livro a história deles seja desenvolvida.
Algo que me deixou muito “WTF?!” foi o modo como o assassino foi descoberto. Quem já está acostumado com Agatha Christie e Arthur Conan Doyle sabe, que desde o início o assassino está entre todos e conseguimos acompanhar o raciocínio dos detetives. Nesse livro foi diferente, pois a investigação deles parece não levar a lugar nenhum quando, de repente, Cormoran aparece na casa do vilão, como se já soubesse de tudo e o prende,
me deixando perdido sobre como ele conseguiu descobrir, mesmo que explique. Enfim, o livro é bom, mas o final deixa a desejar, uma ótima tática para vender os outros livros, (bom eu comprei o livro sem saber que haviam outras histórias do mesmo detetive, culpa de quem compra livros impulsivamente, só porque viu que estavam em promoção). A introdução e o desenvolvimento do enredo foi algo muito bacana, pois desmembramento está em alta, mas, como já foi dito, não termina muito bem.

nota 4

escrito oxi.png

 

Um comentário em “Vocação Para O Mal – Resenha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s