A Rainha Vermelha – Resenha

A Rainha Vermelha

Título: A Rainha Vermelha
Autor: Victoria Ayeard
Editora: Seguinte
Ano de publicação: 2015
Páginas: 424 p.

cropped-barra.png

Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe — e Mare contra seu próprio coração.

cropped-barra.png

Mare Barrow vive numa sociedade injusta e dividida pela cor do sangue. Por ter sangue vermelho, mora com sua família em um lugar precário e com condições de vida miseráveis. Para sobreviver e oferecer alguma ajuda à sua família, Mare utiliza de uma das suas únicas habilidades, a agilidade, para roubar objetos e conseguir dinheiro.
Em uma reviravolta inacreditável, Mare descobre que tem poderes, assim como os prateados, mesmo tendo sangue vermelho. Sua vida muda de uma hora para a outra e ela se vê dentro do castelo, prometida a casamento ao desengonçado príncipe caçula e entregando seu coração ao mais velho. Ao conviver com os prateados, Mare começa a identificar suas fraquezas e se deparar com um povo covarde, que se esconde atrás de suas demonstrações provocativas de poder. Mas a garota não se esquece de onde veio e quer mudar a vida de todos os vermelhos que continuam sofrendo assim como ela sofria de uma vez por todas, e ela vai. “Todo mundo pode trair todo mundo” Uma obra que nos faz prender a respiração a cada nova página, A Rainha Vermelha nos faz refletir muito sobre confiança nas pessoas mais próximas de nós. Se tu gostas de reviravoltas constantes, vai fundo nesse livro. Ao longo da história acompanhamos o sentimentos da personagem principal e o jeito pela qual ela vai se entregando às pessoas, o que nos faz sempre querer ler “só mais uma página” pra descobrir todos os mistérios que surgem na vida de Mare Barrow. Embora as distopias sempre pareçam iguais, essa história realmente me surpreendeu. Uma narrativa com um final que foge dos padrões e que nos faz querer comprar todos os outros quatro livros da série de uma vez só. Boa leitura!

Leia a resenha do Segundo Volume aqui

nota 5

escrito por alice.png

 

 

2 comentários em “A Rainha Vermelha – Resenha

  1. Mesmo amando distopias, eu não consegui gostar desse livro, demorei um tempão pra ler, pois a leitura não fluía. Não consegui terminar a série, abandonei “A Espada de Vidro” sem terminar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s